Sobre ser a protagonista da sua vida

16.10.15


Uma ex-namorada do meu primo me disse uma vez uma coisinha tão simples mas que me marcou muito e tem passado bastante pela minha cabeça. Ela me falou "Mari, você é a protagonista da sua vida". Quer dizer, se preocupar com o que as pessoas pensam à seu respeito e tentar moldar isso é um esforço em vão e as vezes eu me sinto coadjuvante da minha própria vida, pensando por último nas minhas vontades e não de uma forma bonita como se eu fosse a rainha da bondada suprema, mas de um jeito ruim carregado de insegurança. Bem intencionada, tentando fazer a coisa certa sempre e agradar à todos, eu acabo colocando muita pressão em mim mesma, me enchendo de emoções negativas que me impedem de viver bons momentos e, no final, isso não é bom pra ninguém a minha volta também, né?

Eu li esse post da Karine e caiu como uma luva, fala sobre preocupações à toa, sobre o que priorizar na vida. Tem essa historinha que ela cita e nos compara com jarros que, basicamente, vamos enchendo com coisas que nos fazem realmente bem ou coisinhas menores, que as vezes acabam ocupando mais espaço do que deveriam. No fim, devemos mesmo nos policiar a todo instante para nos preenchermos somente de coisas boas, para que não haja espaço para ansiedade, arrependimentos e preocupações bobas, o que é sim muito difícil, é uma luta diária.

E acho que a vida é meio isso, afinal, essa luta. A gente não pode controlar tudo à nossa volta e é óbvio, acredito que devemos dar nosso melhor em todas as situações, mas eu só tenho controle sobre o que eu penso e não quero passar meus dias pensando no que outras pessoas estão pensando e por isso premeditar cada passo com medo do erro, sabe? Eu quero viver também!

Então estou firme e forte tentando ser protagonista aqui, entre trancos e barrancos mas seguindo. :)

10 comentários:

  1. Uma coisa que eu sempre penso é: seu eu não posso controlar, não adiante me estressar. Não dá para viver as expectativas das outras pessoas ~ a vida fica pesada demais assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato! Vou adotar esse lema também.. :)
      leveza na vida é tudo!

      Excluir
  2. Isso de que a gente é protagonista da nossa vida é a melhor frase, sério.

    Eu entendo bem isso que você falou sobre pensar nas suas vontades com insegurança, porque eu também me sinto assim (muitas vezes). Mas se a gente for parar pra pensar, ninguém mais vive nossa vida, só a gente. E qualquer coisa que a gente faça ou decisão que tome, sempre vai ter alguém pra olhar diferente e entender diferente, né? E fazer o que, a vida é assim. Eu tb tenho tentado desapegar dessa de sempre tentar medir minhas escolhas, porque não dá pra ser feliz desse jeito não. Se a gente fica pensando demais nos outros, no que vão pensar, e tentando nos explicar cada vez que nos entendem errado, a gente acaba não vivendo.

    E isso que a Camila falou que "não dá pra viver nas expectativas das outras pessoas" é uma GRANDE verdade tb, haha. Enfim, adorei o post e obrigada por me citar aqui, <3.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, exatamente. É aquela coisa, não dá pra agradar todo mundo sempre. O melhor é ser o mais natural possível, ser quem realmente somos, fazer o que temos vontade e quem quiser vem com a gente. Haha. Pelo menos seguimos tentando, né?
      E obrigada você pelo carinho <3

      Excluir
  3. a gente passa tanto tempo aprendendo que deve satisfação pra todo um mundo de pré conceitos e afins que a vida vai ficando pesada pra caralho e nem nota. mas o bom da vida é que ela também te pega pela mão e diz MIGA, TU DECIDE SOBRE A TUA VIDA TABEIM? ENTÃO TABEIM ♥ vai fundo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bá, você é uma fofa! E é bem isso, é um exercício diário se livrar desses pré conceitos, mas a vida te mostra também o que realmente importa, que você decide sobre a sua e ponto. E seguimos aprendendo com ela.

      Excluir
  4. Que texto maravilhoso, meu Deus! Esses dias eu tava pensando em uma coisa parecidinha também, e comecei a perceber o quanto eu vivia em favor dos outros. Teu texto caiu como uma luvinha na minha mãozinha, obrigada, Mari! <3

    http://relicariovasconcelos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andressa, que delícia é ler um "obrigada". Obrigada você por dedicar seu tempinho pra ler e fico feliz que compartilhar o que eu sinto desperte algo positivo em alguém também :)

      Excluir
  5. Nossa, Mari.ana, obrigado por esse texto, infelizmente não consegui lê o post da Karine, pois acho que ela mudou de blog e ficou meio difícil de eu encontrar mas li sobre o 'Big Rocks' e que coisa incrível, deu pra lembrar também de quando reclamamos sobre o dia deveria ter mais que 24h e não, resumindo acabamos dando importância a pessoa e coisas que não fazem tanto sentindo assim para nós, obrigado por esse post :)

    ResponderExcluir
  6. Ai, que delicia ler esse comentário! Até eu li o post de novo pra esquentar o coraçãozinho, é bom lembrar dessas coisas de tempos em tempos :)

    ResponderExcluir

© 2016 Azul Banana | Powered by Blogger